Tempo de inatividade não é uma opção para as organizações modernas que precisam atender as necessidades e expectativas dos clientes. Tipos diferentes de incidentes podem acontecer e impactar os lucros da sua empresa e até mesmo sua existência. Seja um ataque de ransomware, uma paralisação de energia, alagamento ou erros humanos, esses eventos são imprevisíveis, e a melhor coisa que você pode fazer é ESTAR PREPARADO.

Estar preparado significa que possuir um plano consistente de continuidade dos negócios e recuperação de desastres (BCDR). Um que tenha sido testado e que pode ser colocado em ação facilmente.

Dois dos parâmetros principais que definem um plano de BCDR são os Objetivos de Ponto de Recuperação (RPOs) e Objetivo de Tempo de Recuperação (RTOs). Para quem não é familiarizado com esses termos, vou explicar resumidamente:

  • RPOslimitam o período de volta no tempo, e definem a quantidade máxima permitida de dados perdidos de uma ocorrência de falha para o último backup válido.
  • RTOs estão relacionados ao tempo de inatividade e representam a quantidade de tempo que leva para se recuperar de um incidente até que as operações estejam disponíveis para os usuários.

Demystifying Recovery Objectives

Mesmo que RPOs e RTOs soem familiares, eles servem a propósitos diferentes, e em um mundo ideal, seus valores seriam os mais próximos do zero possível. Entretanto, voltando ao nosso mundo, o custo para RPOs e RTOs próximos do zero seria extremamente caro e talvez não valha o esforço.

Vamos dar uma analisada nos objetivos de recuperação. O RPO se trata da quantidade de dados que você pode perder antes que aconteça algum problema com as operações da empresa. Por exemplo, para um sistema bancário, 1 hora de perda de dados pode ser catastrófica, já que opera transações em tempo real. No nível pessoal, você pode imaginar o RPO como o momento em que salvou um documento em que esteve trabalhando ultimamente. Caso seu sistema falhe e seu progresso seja perdido, quanto do seu trabalho você está disposto a perder antes que algum problema aconteça?

Por outro lado, RTO é o prazo de restauração para aplicações e sistemas após uma paralisação. Uma boa prática é medir o RTO a partir do momento em que a paralisação ocorre, em vez do momento em que a equipe de TI começa a resolver o problema. Essa é a uma abordagem mais realista, já que representa o momento exato em que os usuários foram impactados.

Como definir os valores de RTO e RPO para suas aplicações

A verdade é que não existe uma solução padronizada para um plano de continuidade dos negócios e suas métricas. Empresas são diferentes umas das outras, possuem necessidades diferentes, e consequentemente possuem exigências diferentes para seus objetivos de recuperação. Porém, uma prática comum é dividir aplicações e serviços em níveis diferentes e definir os valores de objetivos de ponto e tempo de recuperação (RTPO) de acordo com os contratos de nível de serviço (SLAs) que a organização deve cumprir.

A classificação da proteção de dados é importante para determinar como armazenar, acessar, proteger, recuperar e atualizar dados e informações de forma mais eficiente com base em seus critérios específicos. É essencial analisar suas aplicações e determinar quais delas estão impulsionando seus negócios, gerando lucros e devem permanecer operacionais. Esse processo, que é fundamental para um bom plano de continuidade dos negócios, é chamado de análise de impacto nos negócios (BIA), e estabelece protocolos e ações para enfrentar um desastre.

Por exemplo, você pode usar um modelo de três níveis para projetar seu plano de continuidade dos negócios:

  • Nível 1: Aplicações de missão crítica que exigem RTPOS de menos de 15 minutos
  • Nível 2: Aplicações críticas de negócios que exigem RTOs de 2 horas e RPOs de 4 horas
  • Nível 3: Aplicações não críticas que exigem RTOs de 4 horas e RPOs de 24 horas

É importante ressaltar que aplicações de missão crítica, aplicações críticas de negócios e aplicações não críticas variam de acordo com o setor e cada organização define esses níveis com base em suas operações e necessidades.

Agora que você classificou suas aplicações e serviços e sabe qual impacto ocorrerá em caso de incidentes específicos, é hora de encontrar uma solução que pode ajudar a proteger as operações e dados da sua empresa. O Veeam Availability Platform é um conjunto completo de ferramentas feito para conseguir objetivos de recuperação rigorosos de cargas de trabalho virtuais, físicas e baseadas na nuvem.

Como RTOs e RPOs funcionam na prática

Recuperação rápida de item de aplicação

Um representante de vendas excluiu um email que precisava ser enviado para um cliente o mais rápido possível. O Microsoft Exchange é um exemplo de aplicações de Nível 2. Desde que o administrador de TI agende jobs de backup durante o dia, a empresa definitivamente pode conseguir RPOs de 1 hora. Com o Veeam Explorer para Microsoft Exchange, que faz parte de todas as versões do Veeam Backup & Replication, é muito fácil recuperar um item de email individual em minutos ou segundos, economizando tempo e recursos ao restaurar ou fazer "staging" de uma VM de servidor de aplicação inteira.

Demystifying Recovery Objectives

Recuperação instantânea de um servidor virtualizado inteiro diretamente de um backup

Vamos imaginar um banco que opera vários caixas eletrônicos. O sistema dos caixas eletrônicos é crítico para os negócios do banco (Nível 2), mas caso aconteça algum problema, ele vai impactar as transações bancárias, e não toda a integridade do banco. Ao usar os recursos do Veeam Backup & Replication e o Instant VM Recovery, você pode estabelecer um servidor de caixa eletrônico virtualizado a partir do arquivo de backup deduplicado e compactado da Veeam.  Isso resultará em um RTO de poucos minutos! Além disso, ao utilizar as funcionalidades de migração de hipervisor e a Migração Rápida da Veeam você pode migrar facilmente a VM em execução do datastore de backup para o datastore de produção para concluir o processo de recuperação.

Demystifying Recovery Objectives

Failover de site completo

Os funcionários da manutenção causaram uma falha elétrica em um dos seus data centers, resultando em uma falha total e a perda de acesso às suas aplicações de Nível 1. Digamos que você usa a Veeam para replicar todas as suas VMs críticas externamente duas vezes por dia. Isso torna você capaz de alcançar o RPO definido em minutos. Em relação ao RTO, a Veeam possibilita que você se recupere facilmente em caso de incidentes maiores com vários recursos integrados: failover com um clique, failback assistido, Re-IP para corresponder à rede no site de DR.

Demystifying Recovery Objectives

Protegendo endpoints

Mudando da infraestrutura virtual para o mundo físico, a Veeam também oferece soluções de backup e recuperação para seus laptops ou desktops. Com o Veeam Agent para Microsoft Windows, você pode restaurar arquivos da sua Mídia de Recuperação para seu computador baseado em Windows ou até mesmo levar a imagem de backup do seu PC para uma máquina virtual para alcançar RPOs baixos.

Demystifying Recovery Objectives

Além disso, com o Veeam Agent para Linux, você pode proteger suas cargas de trabalho Linux, estejam em execução local ou na nuvem pública.

Demystifying Recovery Objectives

Conclusão

Ninguém pode prever um desastre, entretanto, você pode se organizar seguindo seu plano de continuidade dos negócios para lidar com algum tipo de incidente. Os valores de RPO e RTO podem variar de acordo com as empresas, mas sempre serão um compromisso entre as necessidades de Disponibilidade da empresa e os investimentos necessários em TI. A sua estimativa deve ser um resultado da deliberação entre os negócios da sua organização e os especialistas em TI. Mas o que vai além das deliberações é a implementação de uma solução de Disponibilidade confiável para cargas de trabalho virtuais, físicas e na nuvem, garantindo operações constantes para seus negócios.

Leia também

GD Star Rating
loading...
Desmistificando Objetivos de Recuperação, 2.0 de 5 baseado em 1 avaliação

Veeam Availability Suite

#1 Cloud Data Management for on premises, AWS, Microsoft Azure and Azure Stack, and IBM Cloud.

FREE TRIAL