White paper

Virtualizando Exchange 2016: da Forma Correta!

Michael van Horenbeeck, Microsoft Certified Solutions Master, an Exchange Server MVP

Publicação: Maio, 2017

Mesmo que o Microsoft Exchange Server e a virtualização estejam por aí já há um bom tempo, a virtualização do Exchange ainda é objeto de muita discussão. Isso ocorre porque as melhores práticas e recomendações para "como virtualizar o Exchange com sucesso", de um ponto de vista do hipervisor, não correspondem necessariamente com as da Microsoft. Com esse impasse nas orientações, resta apenas aos administradores fazer suposições sobre qual seria a melhor abordagem.

Nesse white paper, o autor conta Como virtualizar da melhor forma o Exchange, mantendo o controle da suportabilidade de sua implantação — independentemente da plataforma utilizada. Embora existam boas razões para não virtualizar aqui, é importante ter em mente que, nas condições adequadas, o Exchange é um candidato perfeito para a virtualização.

Você descobrirá como virtualizar o Exchange 2016 da melhor forma, por uma perspectiva do aplicativo, e poderá ler várias recomendações e declarações de suporte, além do por que dessas recomendações serem tão importantes. Apesar da possível incompatibilidade de algumas recomendações, há uma ampla flexibilidade para que você possa se beneficiar dos melhores recursos que a virtualização pode oferecer.

Depois de ler este white paper, você saberá como:

  • Reconhecer quando se deve virtualizar e quando não
  • Implantar um servidor virtualizado do Exchange 2016 corretamente, de acordo com as práticas recomendadas da Microsoft
  • Entender como proteger dados com os recursos integrados do Exchange e como recuperar dados com facilidade, utilizando o Veeam® Backup & Replication™.

Mesmo que o Microsoft Exchange Server e a virtualização estejam por aí já há um bom tempo, a virtualização do Exchange ainda é objeto de muita discussão. Isso ocorre porque as melhores práticas e recomendações para "como virtualizar o Exchange com sucesso", de um ponto de vista do hipervisor, não correspondem necessariamente com as da Microsoft. Com esse impasse nas orientações, resta apenas aos administradores fazer suposições sobre qual seria a melhor abordagem.

Nesse white paper, o autor conta Como virtualizar da melhor forma o Exchange, mantendo o controle da suportabilidade de sua implantação — independentemente da plataforma utilizada. Embora existam boas razões para não virtualizar aqui, é importante ter em mente que, nas condições adequadas, o Exchange é um candidato perfeito para a virtualização.

Você descobrirá como virtualizar o Exchange 2016 da melhor forma, por uma perspectiva do aplicativo, e poderá ler várias recomendações e declarações de suporte, além do por que dessas recomendações serem tão importantes. Apesar da possível incompatibilidade de algumas recomendações, há uma ampla flexibilidade para que você possa se beneficiar dos melhores recursos que a virtualização pode oferecer.

Depois de ler este white paper, você saberá como:

  • Reconhecer quando se deve virtualizar e quando não
  • Implantar um servidor virtualizado do Exchange 2016 corretamente, de acordo com as práticas recomendadas da Microsoft
  • Entender como proteger dados com os recursos integrados do Exchange e como recuperar dados com facilidade, utilizando o Veeam® Backup & Replication™.
Sobre o Autor