O tempo de inatividade, pode ser um assunto impopular em relação à manutenção da disponibilidade dos serviços de TI atualmente. Mas o tempo de inatividade é necessário, seja para prevenir uma paralisação (como no caso de um desastre climático prestes a acontecer), seja para uma manutenção necessária ou para a modernização de sistemas críticos. Qualquer que seja o motivo, o tempo de inatividade planejado precisa ocorrer.

Todos sabem que o tempo de inatividade não planejado não é um assunto popular, e o 2017 Veeam Availability Report prova isso! As corporações modernas podem programar o tempo de inatividade, e isso pode ser um investimento para realizar mudanças necessárias. Nesta postagem, vamos mostrar 3 características essenciais do tempo de inatividade planejado para o tomador de decisão de TI:

  • O tempo de inatividade planejado pode ser um investimento para evitar o tempo de inatividade não planejado. Nós nunca queremos estar na situação em que uma falha cause tempo de inatividade; isso coloca a Disponibilidade em risco e pode gerar perda de dados. As organizações que preparam seus negócios para o tempo de inatividade ou a manutenção programada, podem evitar demandar uma janela de tempo na pior hora possível.
  • O tempo de inatividade planejado não deve trazer nenhuma surpresa. A TI sempre teve de lidar com a questão acima, mas até agora havia a chance de surgir surpresas ou fatores imprevistos.

    Uma grande frustração é ter o trabalho de organizar um período de tempo de inatividade não planejado e se deparar com algo imprevisto. Isso pode forçar a reversão ou cancelamento da mudança planejada. Pode ainda adiar iniciativas comerciais maiores e também colocar os sistemas e dados em risco. Tudo isso mudou desde que a Veeam inovou nosso mercado.

    Desde 2010, a Veeam vem inovando continuamente nessa área com o recurso de aproveitamento de dados. O que mais me empolga quando converso com clientes e parceiros é quando eles encontram uma forma de usar a tecnologia de Virtual Lab para resolver desafios de negócios reais e reduzir o tempo de inatividade. Esse é o propósito integral dessa tecnologia, que tem muitos recursos para garantir que não haja surpresas quando uma organização passa por uma mudança. Essa mudança pode ser totalmente simulada a partir de dados vivos, de apenas alguns instantes atrás. Dessa forma, ao programar o tempo de inatividade planejado, a organização de TI pode oferecer à empresa um plano completo do que esperar (em particular, o período de espera) e a garantia de que as mudanças sairão conforme o planejado.

  • Reduzir o tempo de inatividade planejado mantém uma confiança alta das partes interessadas. Quando uma organização leva o segundo ponto a sério, consegue mudanças positivas. Imagine: e se um incidente de tempo de inatividade planejado fosse cancelado por "circunstâncias imprevistas" e a organização de TI tivesse que solicitar novamente tempo de inatividade à empresa? A pergunta mais natural seria: "O que vai ser diferente para desta vez dar certo?" Ter de cancelar e reverter mudanças frequentemente em relação ao tempo de inatividade planejado, desgasta a confiança da organização quanto aos serviços de TI e, potencialmente, a própria capacidade de se obter tempo de inatividade planejado.

Usar a abordagem de aproveitamento de dados para aplicações críticas, pode abrir caminho para uma experiência de Disponibilidade muito melhor, e a Veeam é pioneira nesse mercado. Sabia que a Veeam pode fazer isso? Leia mais sobre o recurso de aproveitamento de dados no Veeam Availability Suite.

GD Star Rating
loading...
3 características essenciais do gerenciamento de tempo de inatividade planejado, 5.0 de 5 baseado em 1 avaliação

Veeam Availability Suite

#1 Cloud Data Management for on premises, AWS, Microsoft Azure and Azure Stack, and IBM Cloud.

FREE TRIAL