Tags:
Cloud Backup

Com o mundo da infraestrutura em fluxo constante, mais e mais negócios estão adotando o modelo de implantação de múltiplas nuvens. Os desafios disso estão ficando cada vez mais complexos e, em alguns casos, trabalhosos. Considere o impacto apenas nos dados. Dez anos atrás, a única preocupação das pessoas era saber se a SAN ia ficar ativa e, em caso negativo, se os dados estariam protegidos. Hoje em dia, até mesmo uma pequena empresa pode ter seus dados espalhados pelo globo. Talvez possa ter alguns hosts vSphere numa matriz, com as filiais usando cargas de trabalho em execução na nuvem ou aplicações baseadas em software como serviço. Talvez os backups estejam armazenados num repositório de storage de objetos (em algum lugar, mas só um sujeito sabe onde). Isso está acontecendo na menor das empresas, então à medida que o negócio cresce e se dimensiona, os desafios ficam cada vez mais complexos.

Armadilhas potenciais

Esta postagem não é sobre como a Veeam gerencia dados num mundo de múltiplas nuvens, é mais sobre como entender os desafios e armadilhas potenciais. Dê uma olhada no diagrama abaixo:

A Veeam suporta várias nuvens públicas e plataformas diferentes. Esse é um cenário típico num negócio moderno. Imagine a cena: cargas de trabalho em execução por cima de um hipervisor como VMware vSphere ou Nutanix, com alguns serviços em execução na AWS. A empresa faz uso do Microsoft Office 365 para seus serviços de e-mail (as pessoas estão deixando de criar ambientes do Exchange hoje em dia) com o Active Directory estendido no Azure. Jogue mais algumas cargas de trabalho de SAP ou Oracle, e a sua solução de gerenciamento de dados deixou de ser “faço o backup do meu SAN em fita toda noite” para “onde estão os meus dados agora, e como faço para restaurá-los no evento de uma falha?” Se a preocupação com a continuidade dos negócios não o impedia de dormir dez anos atrás, hoje com certeza impede. Esse é o impacto da vida moderna. Quanto mais agilidade oferecemos no “front-end” para um cliente de TI, mais complexidade é preciso haver no “back-end”.

Com a complexidade em constante crescimento, o alcance global das nuvens públicas, além de uma abordagem mais pragmática dos administradores de TI, é um verdadeiro desafio proteger uma empresa, não só contra uma paralisação, mas contra uma falha total dos negócios.

O gerenciamento de um ambiente de múltiplas nuvens

Quando se quer gerenciar um ambiente de múltiplas nuvens, é importante compreender essas complexidades e como evitar cometer erros que podem sair caro. A abordagem simplista a qualquer ambiente, esteja ele em execução no local ou na nuvem, é considerar todas as opções. Parece óbvio, mas nem sempre é o caso. Onde ou como você implanta uma carga de trabalho está se tornando irrelevante, mas como você a protege ainda não perdeu a relevância. Pense na nuvem pública: se implantar uma máquina virtual e definir as portas do firewall para any:any (isso nunca aconteceria, não é?), você pode ter certeza que alguém ganharia acesso a essa VM mais cedou ou mais tarde. Garantir que essa carga de trabalho esteja protegida e que possa ser recuperada é essencial nesse caso. Os mesmos requisitos e considerações sempre se aplicam, caso esteja em execução no local ou externamente.  Como proteger os dados e recuperá-los no evento de uma falha ou violação de segurança?

O que considerar ao escolher uma plataforma de nuvem?

Isso é algo que costuma ser ignorado, mas ficou claro nos últimos anos que as organizações não escolhem uma plataforma de nuvem por razões individuais e específicas como corte de gastos, melhor desempenho e tempos de serviço, mas sim porque a nuvem é plataforma certa para uma aplicação específica. Claro que as vantagens das razões individuais influenciam a decisão, mas você sempre deve se perguntar o “porquê” em qualquer seleção de plataforma.

Quando você procurar plataformas de gerenciamento de dados, considere não apenas como o seu ambiente é atualmente, mas também, como será amanhã. A plataforma que comprou hoje tem um itinerário para o futuro? Se a empresa tem uma visão clara e compreensão do que está acontecendo no setor, então você pode se sentir seguro em confiar nessa plataforma para gerenciar seus dados, em qualquer lugar do mundo, em qualquer plataforma. Se o itinerário não está disponível ou, se eles não compreendem a visão que você tem para o seu ambiente, talvez seja hora de procurar outros fornecedores. Isso é definitivamente algo a se pensar na próxima vez que escolher uma plataforma ou solução de gerenciamento de dados.

GD Star Rating
loading...

Veeam Availability Suite — Faça o download da versão de avaliação gratuita de 30 dias

FAÇA O DOWNLOAD AGORA